sábado, 27 de setembro de 2008

A letra A

Foto-missão
dirigida por Paula Camily
e clicada por Jane Maciel

E naquela foto amarelada, encontrada em um livro já derrotado por um por pouco não sangrento massacre de traças, estavam lá representadas todas elas, letras charmosamente pomposas, artigos muito bem definidos e sempre tão presentes, mesmo para aqueles que fazem da vida um verdadeiro exercício de constante desligamento e pura desatenção.
.
A letra A nada mais era que a menina em seu vestido antigo, nada curto, mas não tão comprido... Era o escorregador posto no meio daquele parquinho que só depois de grandes descobrimos o quanto era pequeno... Era a capelinha bem simples e calorenta onde os moradores passavam as tardes de sábado em oração ou a bonita torre Eiffel, construída para honrar o centenário da Revolução Francesa em 1889.
.
Caminhando um pouquinho mais no tempo, tínhamos nos bolachões um lado A repleto de belas canções e saudosos ruídos, verdadeiras músicas aos ouvidos. E já que falei em música, como não lembrar das palavras de Nando Reis ao ordenar o abrir a porta e o entrar de alguém que tem em seu nome a letra A?
.
Nas leituras que fiz sobre a letra A, descobri que esta, além de ser a primeira na maioria dos alfabetos, caracteriza-se por exprimir inúmeras relações entre palavras e substituir outras preposições. Um verdadeiro ícone da diversidade!
.
Importante ressaltar que esse destaque não se dá somente no campo das letras, já que podemos citar como exemplos a Matemática, e sua representação de uma quantidade variável conhecida; a Física, e sua presença enquanto símbolo de aceleração; ou ainda a Astronomia, quando a letra é utilizada para indicar a principal estrela de uma constelação.
.
O engraçado é que aqueles que me vêem falando assim, nem imaginam o quanto as aulas de Português eram as indesejadas de minhas horas. Para se ter uma idéia, uma vez fui pega em flagrante pela professora enquanto simulava seu assassinato com uma grafite. Ao perceber que ela me olhava, ainda tentei disfarçar fingindo que aqueles movimentos nada mais eram que a verificação da falta de ponta na tal lapiseira.
.
Mas voltando o foco a ela, tenho a impressão de que o que acontece com a letra A transita em dois extremos, um que beira o descaso e outro, por que não dizer, o verdadeiro temor. Sim, de tão temida a letra é seqüestrada. Dá-se a ela um sumiço. E as pessoas? Ah, essas nem notam. Ou alguém saberia me dizer o que foi que fizeram com a letra A que deveria estar junto às letras U, F e M lá na entrada da universidade?
.
Fico aqui pensando com os meus botões... Se o mesmo Reuni que fez aumentar 476 vagas no vestibular deste ano em relação ao de 2007 não prevê a contratação de professores ou a ampliação dos quadros técnicos e da estrutura física da universidade, o que dizer sobre a confecção da letra A para estampar a sua entrada? As pessoas diriam que era supérfluo.
.
Talvez o magnífico reitor ou a maioria de seus estudantes nem percebam que a letra A é uma questão de identidade. Sou de defender que se Stuart Hall, um verdadeiro entendedor das identidades culturais, tivesse que de forma sábia proferir algo sobre esta fabulosa letra, certamente teriam sido essas as suas palavras. E quanto à vida da letra A? Esta é um combate.

10 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Vc sempre com a capacidade de fazer belos posts, a partir de algo que poderia passar despercebido... Bjs

Maycko Passos disse...

"A letra A pra mim, é uma casinha branca com sótão"
Essa foi uma das frases vencedoras da promoção de lançamento do CD "A letra A" de Nando Reis, em 2003. Por ser tão singela, nunca a esqueci rs

camila chaves disse...

aaah! que linda! *-*

me arrepiei ao ler:

"A letra A pra mim, é uma casinha branca com sótão".

queria ter dito isso... rs.

Dama de Cinzas disse...

Tem comentários em nosso blog que valem por 10, o seu hoje foi um desses, gostei demais, principalmente a história final da mãe com a filha lésbica.

Beijocas e obrigada!

Will disse...

Realmente o post ficou lindo.
Sobre 'Os Melhores do Mundo', quando um deles disse que 'Rosana e Roseana era tudo putaria mesmo' eu não aguentei...os caras arrebentaram.

Gerussol disse...

Camilinha não dá ponto sem nó! Pois quando eu pensava que ela só ia dar por falta da letra A na entrada do Campus, ela vai, gira, e relaciona com o famigerado REUNI que a de nos comer tudo, inclusive as letras.

Davi Gentilli disse...

"A letra A pra mim, é uma casinha branca com sótão"
tá... tudo bem...

mas e a letra a (minúscula)?

Davi Gentilli disse...

outra coisa, camilinha
com a lapiseira vc simulava uma faca ou um revolver?

Carlos - disse...

"AAAAAAAA" é só o que posso dizer!!

camila chaves disse...

huahuahuahua verdade, davi... então vamos lá:

a letra a, assim minúscula, pode ser uma menina de trancinhas, como naqueles livros de caligrafia que eu enrolava e nunca fazia... hihi. ^^

já quanto à simulação de assassinato da professora de português, foi com uma faca. huahuahuahua. movimentos bruscos demais... =p

 
Copyright 2009 zine colorido
Convert By NewBloggerTemplates Wordpress by Wpthemesfree