domingo, 20 de junho de 2010

Vazio literário

Vai, cão das lágrimas, passeia por aí feito aquele Caim, fareja e traz aqui a paixão pela literatura que vi se revelar a cada virar de páginas, o bocado gostoso de ironias que germinam do ritmo de escrita só encontrado naqueles textos pontuados de forma tão peculiar, e a crítica política ao sistema econômico, à propriedade privada, à religião e aos valores humanos que só levam estes mesmos humanos a uma cegueira absurda que não lhes permite enxergar nem mesmo a si.

Guia, cão das lágrimas, e traz de volta aqueles que mais que personagens são identidades, que carregam consigo predicados e uma infinidade de defeitos, porque afinal, toda esta dicotomia habita mesmo em nós. Só não te esqueças, meu querido cão, de secar as gotas salgadas que brotaram desta imensa sensação de vazio, porque felizes são aqueles que subvertem a confortável certeza de uma História após a morte e trabalham em vida pois compreendem que sua continuação se faz no outro.

*Em memória do meu escritor preferido, o José Saramago.

13 comentários:

Franck disse...

Bela e justa homenagem, Camila, ao senhor dos ensaios...enquanto isso, vamos ensaiando viver...
Uma boa semana e beijo-te!
PS: Hj msm coloquei um recadinho no orkut dizendo que estava sentindo saudades dos seus posts.
franck

Camila Castro disse...

Eu gostei que só especialmente desse seu texto, camilinha.
Seu Saramago... não tem como ler e não tirar uma lição pra vida.

"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é so um dia mais."

Brilha aonde estiver, faz da lágrima o sangue..
...porque felizes são aqueles que subvertem a confortável certeza de uma vida após a morte e trabalham em vida porque compreendem que sua continuação se faz no outro.

me arrepia.
arrepio bom.

=*

Camila Castro disse...

e esse texto foi feito pela
camilinha que tem aquele brilho bonito nos olhos que eu gosto tanto.
e que as vezes me ajuda a vê-lo mais.

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."
(Saramago)

beijo

TEMPO DE CRÍTICA disse...

Lembrança magnífica! que bom que conseguiste destilar tão belas palavras em homenagem a este gigante.
Beijos!
PS.: adorei o blog, passará a ser parte de minha agenda de visitas na internet
Vinícius

Rayane Ataíde disse...

prometo que te conto sim, petite... valeu pela visita. Saudades de seus cachos

Camila disse...

Lembro que dois dias antes da morte dele tive uma bela aula a respeito do "Ensaio sobre a cegueira".
Mas, quanto ao teu texto, não farei comentários, não conseguirei dizer coisas à altura. Parabéns! =)

;**

Secoelho disse...

Fiquei bastante emocionada com o teu texto.Acho que foi uma das homenagens mais sinceras! Pena que não o "conheci" antes que ele morresse. Sempre dá um conforto saber que uma grande mente habita entre nós!

Dani Brito disse...

Menina, que lindo o que você escreve!
Adorei o final.
Beijo, parabens pelo blog!

vinicios k. ribeiro disse...

O cerceamento da visualidade que nos é tão cara e que tanto custamos largá-lo minimamente em busca de uma "lucidez".

Poucas vezes li um texto onde peguei-me abraçando fortemente um livro e com apreensão de ler o que viria nas páginas seguintes.

E sobrou o vazio Camilinha...

Rafael Ayala disse...

Poxa, Camila, homenagem lindíssima e mais que merecida. Eu não consegui escrever nada para ele =\

E vamos escrevendo, tô gostando de ver, estamos conseguindo postar mais vezes hehehee.

Até o próximo!
Beijos!
=]

V. disse...

Ah... Acredita que não gostei de "Caim"? Tanto que repassei para um amigo.
Mas "As pequenas memórias" é um dos livros não tão badalados dele e que é lindo!
Saramago faz falta. Ele ensinou gente a anxergar.

Abraços.

Camila disse...

Olá Camila!

Grande Saramago

bjs

camila chaves disse...

sabe v., muita gente que conhece a literatura do saramago realmente aponta para o fato de "caim" não estar entre as melhores. em se tratando desta, o que mais gostei foi que me serviu para sorrir um bocado.

e "as pequenas memórias" está na lista do próximo dele que quero ler. com essa indicação, então, tenho reforçada essa vontade. obrigada pela visita.

às demais leitoras e leitores que igualmente sentiram o vazio deixado pelo saramago, ficam os meus agradecimentos pela leitura e comentários, e um abraço imenso.

 
Copyright 2009 zine colorido
Convert By NewBloggerTemplates Wordpress by Wpthemesfree