sábado, 19 de maio de 2007

Manifesto sobre as galinhas


6 de agosto de 2006 - Salvador - Bahia.
.tentei resumir mas não deu... a história das galinhas é linda demais para ser resumida.

Após um dia e meio de viagem em um ônibus sem ar condicionado, porém frio... fumaça... garganta rouca... um friozinho... meu shortinho que não é samba-canção... Lá por volta das 5h45 da manhã “vamos passear?” vamos....

Caminhávamos, viamos coisas, até que minha sensibilidade super aguçada avista uma bela galinha! Linda! Linda! Perfeita! Que plaquinhas de sinalização que nada! A galinha era tudo que eu queria que aparecesse na minha foto.

Mas como? Ficamos ali... assim como a galinha fingindo que não víamos a câmera... Eu toda de azul com minhas havaianas vermelhas, toda combinando; Franciannie parecendo uma imigrante da novela Terra Nostra; Paulinha tristinha de tanto vomitar; e Kássia no meio fio exibindo todo seu equilíbrio, olhando para a câmera... [tinha que ser Kássia, mesmo!]

E ali ficamos minutos e minutos... na mesma posição, esperando a galinha chegar perto para sair na foto... A galinha estava longe! E o pior de tudo é que quando olhávamos discretamente para ver se ela estava chegando de verdade... ela parava ou ameaçava mudar de caminho!

As galinhas são muito elas mesmas! Elas sabem que somos dependentes delas! Devia ficar lá rindo das nossas caras! “olhem só, que idiotas parados ali! kókókó eu sei que eles querem muito essa foto, então vou ficar aqui na minha e quando eu bem entender eu dou o ar da minha graça por lá...”

Sabe, sinto muita saudade das aulas de biologia do colegial... não que eu gostasse de biologia, mas... é que agora, só agora, pude ver como eu poderia ter feito com que elas ficassem divertidas... restaram vagas lembranças que me vêm a mente para dizer que as galinhas, assim como os pombos, andam engraçadinho, balançando a cabeça para frente e para trás... mas isso não tem nada a ver com biologia, eu sei!

As galinhas não têm bexiga mas foram presenteadas com ossos pneumáticos, assim como os bombos... Só que elas não voam eu me esqueci porque... Eu sei também, que tem um história aí muito doida do coração delas! Que tem quatro cavidades e que diferentemente de nós, seres humanos e mortais [não que as galinhas não sejam mortais, mas é que eu queria escrever isso depois de humanos, dá uma força, fica bonito que só!] que temos não sei o que voltado para o lado esquerdo, as galinhas tem esse negócio voltado para a direita...

E as galinhas, por serem aves, possuem penas e conseqüentemente sob elas [as penas] glândulas sebáceas, por isso não molham com facilidade... poxa, deve ser legal também! Se eu tivesse glândulas sebáceas, mamãe não teria me dado umas chineladas quando criança para tomar banho. Bastava dizer:

“minha querida mamãe, minhas glândulas sebáceas impedirão que a água toque meu pequeno corpinho. Além disso, mamãe, a água é o solvente universal além de ser um ótimo condutor de corrente elétrica e, não há necessidade de gastarmos tudo assim de uma vez só. Será muito triste quando toda a água do mundo acabar e eu sinto muito lhe dizer, não quero contribuir para esse triste fim.”

Ela ficaria muito comovida... certamente ficaria... Mas... voltando às galinhas... O que há de mais legal nelas, são os estômagos mecânicos! Caramba! Já pensou o que é ter um estômago mecânico? Um estômago que faz “altos” movimentos... As galinhas comem uma pedrinha e essa pedrinha é envolvida pelos movimentos mega rápidos e aí está tudo resolvido e devidamente mastigadinho...

Com relação à história de luta, as galinhas são feministas revolucionárias! Depois de tanta opressão dos meios de comunicação sobre elas, as galinhas têm lutado pela participação e visibilidade em espaços antes ocupados somente por machos de sua espécie, como a missa do galo e o programa preferido no mundo dos galináceos, "A vaca e o frango".

A luta das galinhas envolve também a bandeira de anti-sexismo no que diz respeito à condições de saúde. Elas alegam que não são somente os frangos que ficam gripados, elas também têm esse direito! A nova nomenclatura da doença antes denominada “gripe do frango”, para “gripe aviária” fora uma de suas conquistas.

Vale lembrar que a luta das galinhas perpassa o campo simbólico de mudança de nomenclatura, como explica Bourdiau. A mídia impõe o padrão do "chicken way of life", desculpa, desculpa, estilo de vida de “galinhanês”, como algo extremamente pejorativo. Por exemplo, dizer que “alguém é galinha”, é algo que nada tem a ver com virtude!

Tanta opressão fez com que as galinhas se auto-organizassem em setoriais o que acabou dando força ao movimento, tanto que o mundo inteiro teve noticias sobre o movimento revolucionário de Fuga das Galinhas, como um ato de libertação!

E, o fato das galinhas fazerem muito mais barulho que as patas ao porem ovos é uma questão de auto-afirmação! Sim, elas estão mais é que certas! Se as patas são submissas, que sentem dor e não fazem barulho para não acordar os patos, problema delas! As galinhas são demais!

Bom, suponho que todo mundo aqui é muito inteligente e aquela velha não tão máxima assim de “quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha?” não seja uma inquietação pertinente... afinal, todo mundo sabe que muito antes de existirem galinhas, a Terra já era habitada por dinossauros que também punham ovos, portanto...

Pois é, gente, as galinhas são mesmo o máximo... eu acho que vou virar vegetariana e lançar o movimento pró libertação das galinhas. Meu primeiro passo é ocupar a área onde fica o seu Coxola, e lá colar cartazes e faixas de apoio à causa, além de seqüestrá-lo e mantê-lo como refém em um galinheiro de extrema esquerda!

Deixo aqui meus recados:
-às galinhas: Acredito que lutar pelo combate de determinada especificidade de opressão não requer necessariamente que você a tenha sofrido. Por isso, podem contar comigo, companheiras!

-ao meu amigo Thiago Castro e Bruninha: Eita, Thiago, pegou mal eu falando de galinha e te deixar um agradecimento, né? Bruninha te quebra... Haha Mas como havia prometido... Obrigada por me trazer lembranças das aulas de biologia pelo messenger. Pena que esqueci de salvar a conversa bem como um montão de coisas legais que as galinhas tem e sabem fazer... rs Saudades de vocês, os principais incentivadores dessa doidice minha....

-às pessoas que lêem: Gente, quando mestre Chico pergunta quem leu aqueles textos imensos, ninguém levanta a mão, né? Fico feliz de verdade em saber que vocês lêem os imensos textos repletos dos besteiróis que se passam a todo instante pela minha cabeça... Obrigada!

18 comentários:

camila chaves disse...

oi!
então... resolvi fazer do primeiro comentário uma rápida [rsss tá tá... nem sempre rápida] explicação sobre o texto... esse aí, uma verdadeira descoberta de minha paixão pelo estilo de vida das galinhas! rsss

enfim...
farei, assim como fora feito com o texto dos pombos, uma "colagem" dos comentários recebidos como forma de demonstrar minha felicidade por tê-los ganhado! muito bom relembrar esses tempos... muito...

abraço, e...
de agora em diante, textos novos virão! ^^

lanna em 1º de outubro de 2006 disse...

eita Camila, será q tu naum tá no curso errado?!hehheheh
Axo q Salvador fez do descubrir teu amor pelas aves...naum seria a hora de falar uma reavaliação dos teus conceitos e quem sabe tenatr um vestibular pra biologia ou veterinaria?
ehehheheh
bjaum
=**

rita cantanhêde em 1º de outubro de 2006 disse...

ôh BIÓLOGA, VETERINÁRIA...qualquer coisa do tipo...muda de curso !!tem tempo!!!
=D
XEIRO

andréa leite em 1º de outubro de 2006 disse...

Ah, minha cara, minha cara, minha cara, que por um acaso não é minha cara-metade, mas que curtia muito mesmo o Karametade, aquela banda que tinha como vocalista um tal de Vavá metido a bonitão...
POis é minha, cara, hehuahua, você está dando uma grande contribuição para a causa das galinhas, seres incompreendidos num mundo galo. O que diria daquelas pessoas que criam galinhas, fazem-nas se afeiçoar a eles e daí as matam, com a maior brutalidade, e chupam seus ossinhos... ?
Isso tem que acabar! Lutemos por um país sem canjas, sem coxinhas e sem gente má que adora um franguinho no espeto...
As galinhas, minha gente, são mais importantes do que essa fome de carne e sangue que vcs tem!
É isso aê, as galinhas merecem um mínimo de dignidade e respeito, e nada de se referir a seres repugnantes como os homens a galinhas, porque se estes fossem galinhas, seriam gente de verdade...!!
É isso aê. :P

annie em 1º de outubro de 2006 disse...

kra...sem comentarios...de onde tuh tira taaaaaaaaanta criatividade?? o.O Meu Deus...nunca imagino q um texto possa ser melhor que o teu anterior...aí vem tuh e me surpreende...fico, ansiosamente, esperando teu recadinho na minha pagina para o proximo texto...tah virando vicio =P~~ hehehehhe...axo q vou fazer um livro com tds essas hst \ q tal?? hehehehehhe
bjaw lindah!!

paulinha em 1º de outubro de 2006 disse...

hahaha.. adorei annie imigrante! hahahahahaha..
eu tava era dormindo! =P
e a galinha.. toda branquinha cheia d egraça auisdhaisudhiaushdiasdhu

dalyne em 1º de outubro de 2006 disse...

kkkkkkkk
novamente muito massa!
viajante!
fica mangando de mim pq eu num vi uma galhinha em SSA???????? AKI TEM GALINHA SABIA?rsrsrsrs
continue assim!e sse é um grande exercício de criatividade! visse?!?1rsrsrsr
saudades!
Xeru!

clarissa em 1º de outubro de 2006 disse...

toda de azul com havainas vermelhas....toda combinando ahuhauahauaahauahauahauahauahauhaua
hauaahauahauahau essa parte pra mim foi marcante!

walline em 1º de outubro de 2006 disse...

cami rasta, tu nao é gente, tu é uma piada!!olha olha..cuidado com essa tua afinidade com as aves viu... hihihihihih!
E quanto a Chico... Vou imprimir esse texto e mostrar pra ele. Agora sim ele vai saber pq a gente nunnnca estuda pra matéria dele! "Não dá tempo, temos coisas mais importantes pra ler"!auhaua! adoreii ó!

Karol em 1º de outubro de 2006 disse...

Oie!!! Huahuahuah
E eu, aki d novo lendo seus textos filosoficos e assinando em baixo!! =D Agora.. hum.. eh q eu n gosto d galinha, uma jah me atacou quando eu era criancinha.. =P
Mas deixa pra lah.
Bjão Camilla!! Espero seu proximo post.
=*

bruninha em 2 de outubro de 2006 disse...

Camilete ete ete como eu havia prometido...o q difere o coração das galinhas é que na realidade ela não tem somente um negocinho virado para o outro lado no coração...na realidade esse negocinho q se chama artéria aorta esta em dose dupla siiimm!! ela tem duas aortas uma virada para direita e outra para a esquerda óóóó!!
e quanto as pedrinhas q ela come...ela come de propósito para agilizar a trituração dos alimentos na moela órgão que contém um músculo extremamente forte e queratinizado, q inteligentes elas não??!!tadinhas eu pensava q elas eram burras pq comiam pedras coitada de mim...

tainara em 2 de outubro de 2006 disse...

ahsuhaushuahsuahushaus
aiai camila!
só tu mesmo viu...
boa!!!

katianne em 2 de outubro de 2006 disse...

camila e suas viagens iamginárias!!!!
bjus linda
amei a historia

InComuns disse...

Camilinha, eu comi os restos mortais de uma companheira galinha. Estavam guardadinhos no fundo da minha geladeira e não resisti. E como não compramos almoço no final de semana, o domingo vira o dia universal do requentamento de alimentos.

----

Adorei o blog e os textos. Criativos, engraçados e bem escritos!

Andre disse...

Ê Camiliskaia!! Eu gosto de galinhas vivas, mas assadas são uma delícia!!! ahuahuahuahua
Só li o segundo texto, porque vc sabe que meu tempo na net tá escasso, mesmo assim. Tá ficando legal o blog! É isso botar as idéias pra fora as vezes faz bem! Beijos!!

Ah, as galinhas não possuem o esqueleto aerodinâmico - os ossos como se fosse ocos -, mais leves como as outras aves. Eita explicação grosseira!! Beijos!

Mel disse...

kkkkkkkkkkkkk
a artéria aorta das aves é voltada pra direita,dos mamíferos p esquerda!
o/
e as aves tem só UMA glandula sebacea q é a URUPIGIANA q fica perto do fiofó delas!
por isso vc sempre vê as aves c o pescoço pra tras,coçanu o bumbum e passanu no resto do corpo

kkkkkkkkkkk

Bom,eu não tô te tiranu,mas como uma futura bióloga não pudia deixar de sanar algumas dúvidas!
(e nem sei se tá td certoooo)
kkkkkkkkkkkkkkk

A-D-O-R-E-I sua teoria das galinhas!
a dos pombos é boa,mas das galinhas...bemmmmm mais engraçada!
kkkkkkkkkkk
;D

Lívia Alcântara disse...

hahahaha...eu li até o final. È gigante, mas também é sensacional. Vc desenterrou muitos detalhes relacionados às galinha. Puta vida...q imaginação!

gato de Schrödinger disse...

Após uma farta exposição sobre o modo de vida e das excentricidades dos pombos, ganhamos de presente um enciclopédico conhecimento a respeito das não menos excêntricas galinhas.

Realmente, os galináceos em geral, não apenas as galinhas, há muito que me fascinam com suas peripécias. Numa de minhas vidas passadas antes de me tornar um gato, como ser humano mesmo, tive na infância desta vida um casal de galináceos. O nome do galo eu não lembro, mas o da galinha era Genoveva, e eu achava muito engraçado os dois vivendo suas vidinhas alegres e pueris no quintal de minha casa. Até que veio um rato e os matou, mas isso não vêm ao caso.

Ah, e não precisa nos agradecer (olha só, eu pretensiosamente falando por todos os leitores), ler os seus "besteiróis" não é uma tarefa que se possa dizer "que ingrata!". É muito divertido e, muitas vezes, tremendamente instrutivo.

Quem diria que no futuro o tema dos filhotinhos das galinhas, os graciosos pintos, seria abordado de maneira ainda mais encantadora.

Beijo, moça. Até mais.

 
Copyright 2009 zine colorido
Convert By NewBloggerTemplates Wordpress by Wpthemesfree